Notícias
Reunião discute obras de estrada em Lagoa da Confusão

23/05/2022 13h40

Para que um antigo sonho do setor produtivo rural do Vale do Araguaia não se transforme num pesadelo, o Sindicato Rural de Lagoa da Confusão colocou frente a frente produtores rurais do município e região e representantes da Construtora Sivana Engenharia Ltda, responsável pela pavimentação de um trecho da TO-255, que liga da cidade à Barreira da Cruz, na divisa com a Ilha do Bananal. A intenção foi encontrar caminhos para que a obra tenha continuidade, mas não prejudique a movimentação de veículos e atividade agrícola da região até o término dos trabalhos.

A reunião foi realizada na sede do sindicato rural de Lagoa da Confusão. Segundo o presidente Vanderlei Silva, o diálogo franco e direto ainda é a melhor forma de resolver impasses e conflitos. “Precisamos dessa conversa para tentar solucionar possíveis problemas que já estão sendo causados com andamento dessa obra porque não queremos ser prejudicados, mas também não queremos que o serviço deixe de ser feito, por isso nos reunimos para solucionar os entraves”, destacou.

DIFICULDADES

Na reunião, os produtores Reinaldo Klepa e Valdir Bruske relataram os problemas causados com os desvios que precisam ser feitos por outras propriedades da região. Para eles, o maior entrave é que as áreas tem plantações e isso dificulta a definição da passagem de veículos, sobretudo porque o tráfego deve ser intenso nessa época do ano. Também houve queixas quanto à sinalização, praticamente inexistente. Isso, para os produtores, poderia causar acidentes e atrapalharia o fluxo correto dos carros e caminhões.

A prefeitura de Lagoa da Confusão também foi representada na reunião pelo secretário municipal de Agricultura, Marnandys Dorta. Para ele, faltou planejamento na obra a fim de evitar transtornos. Diretor do sindicato rural e secretário municipal de Infraestrutura, Valderci de Sá, disse ainda que deveria ter sido feita uma visita nas propriedades atingidas antes, que muitas situações poderiam ter sido evitadas, já que cada fazenda tem sua particularidade”, destacou.

Em resposta aos produtores rurais, à Prefeitura e ao Sindicato Rural de Lagoa da Confusão, o representante da construtora, Evele Pimentel, garantiu que os problemas serão solucionados. De imediato, o Sindicato Rural criou um grupo de whatsapp com os proprietários rurais da região e a construtora para agilizar as providências em caso de qualquer impasse. Pimentel pediu ainda o apoio das entidades e dos produtores para que a obra tenha fluxo normal e possa ser concluída com brevidade para o benefício geral de toda a região.